Conhecendo o Balão:

O balão tripulado moderno, tem alguns componentes que remetem ao passado, porém a tecnologia empregada é bastante atual:
A Ilustraçao à seguir  ajudará  a identificar as principais partes;



ENVELOPE

Responsável por reter o ar quente, é ele que dá sustentação ao conjunto. O tecido utilizado é o nylon rip stop (anti rasgo) ou poliéster resinado.A estrutura do envelope são  fitas de poliéster com largura de 21mm em média.
Existem vários tipos de “shapes” com diversos tipos de “cortes” que se adéquam a diversas utilizações. À seguir alguns modelos:

A TYPE:
Utilizado principalmente no transporte de passageiros, porem com possibilidades de aplicação de logotipia. Corte dos painéis horizontais. Numero de Gomos: 20

...


N TYPE:
Este shape proporciona excelente visualização das logomarcas. É o mais usado em balões patrocinados. Corte dos painéis verticais. Numero de gomos: 24 a 32

...



VIVA:
Um belíssimo shape  que alia leveza do conjunto e performance exclusiva para vôos de competição.Aceita logomarcas menores. Corte dos painéis horizontais. Numero de gomos: 8

...

...


CONCEPT:
Esse modelo  alia versatilidade, leveza e superfície plana para aplicação de logomarcas. Corte dos painéis verticais. Numero de gomos: 12 a 16

...


O TYPE: Este shape se posiciona entre o Viva e o N type. Sua beleza é marcante, sendo o preferido de pilotos pelo mundo todo. Corte dos painéis horizontais. Numero de gomos: 12

...


Z TYPE: O mais recente shape desenvolvido, podendo ser usado em competições, vôos de passageiros oi mesmo patrocinados. Corte dos painéis horizontais. Numero de gomos 24

...


RACER: Este shape especificamente desenhado para competições . Sua aerodinâmica supera os outros shapes, sendo um envelope extremamente rápido nas manobras. Alem disso são extremamente leves .Podem receber logomarcas pois tem superfície quase plana. Corte dos painéis horizontais. Numero de  gomos:24

...


QUEIMADORES:
São considerados os “motores”dos balões. São eles que processam a queima do gás propano (C3H8) para o aquecimento do ar que esta dentro do envelope. Existem vários modelos de diversos fabricantes, porem seu funcionamento é muito similar. O gás chega de forma liquida, a uma pressão entre 70 e 150 psi. Depois passa por uma serpentina que o pré aquece e à seguir é vaporizado para queima. Sua potencia fica entre 12 e 15 milhões de BTU`s.
Podem ter configurações diversas de acordo com o tamanho do balão e a carga que será levada (peso próprio + ocupantes) . Existem queimadores de 01, 02 03 ou ate 04 bocas
À seguir alguns modelos

...


TANQUES:
Onde é armazenado o combustível do balão (Gás propano). Podem ser construídos em diversos materiais: Aço carbono, Aço Inox, Aluminio ou Titaneo. A capacidade de armazenamento varia entre 20 e 40kg cada um. A quantidade levada em vôo depende tambem do tamanho do balão e a carga a ser levantada. Um balão normal leva entre 60 e 100kg de gás por vôo. O que dá uma autonomia entre 2 e 3h de vôo



CESTO:
É a cabine do piloto e passageiros. Seu tamanho também varia de acordo com o tamanho do envelope. Existem cestos para 02 ate 20 pessoas (no caso dos balões turísticos)
Sua estrutura é de aço inox e sua sustentação se dá através de cabos de aço conectados ao envelope. Seu fechamento é de vime como nos primeiros balões construídos e sua utilização se justifica pela leveza, resistência  aos impactos e facilidade de obtenção na natureza.



VENTILADOR:
É parte fundamental do equipamento, utilizado para inflar o envelope com ar frio antes da decolagem.Seu tamanho e potencia também variam de acordo com o tamanho do balão.

...


INSTRUMENTOS:
Alguns instrumentos são fundamentais para o vôo. São eles:
-Altimetro (fornece altitude do balão);
-Variometro (fornece leitura da razão de subida/descida do balão)
-GPS (Fornece a posição em tempo real e tragetória do vôo)
-Radio Aeronautico: (necessário para comunicação com torres de controle e outras aeronaves).

...